domingo, 25 de setembro de 2016

Legião da Boa Vontade


Nossa gratidão à obra magnífica de Alziro Zarur e seus confrades. Foram os patrocinadores da rádionovela Memórias de um Suicida, da obra de Yvone Pereira- Camilo Castelo Branco.

Fotos: Templo da Paz, em Brasília. Por Emmanuela Barros

Alziro Abrahão Elias David Zarur (Rio de Janeiro, 25 de dezembro de 1914Rio de Janeiro, 21 de outubro de1979) foi m jornalista, radialista, poeta e escritor, fundador e primeiro presidente da Legião da Boa Vontade.
Filho de imigrantes árabes - Ássima e Elias Zarur - foi aluno brilhante do Colégio Dom Pedro II e já nesse tempo demonstrava seu pendor para o jornalismo e para a liderança: depois de escrever em todos os órgãos do colégio, fundou o próprio jornal (O Atalaia) e foi chamado para dirigir o órgão oficial, Boletim do Colégio Pedro II.

Aos 15 anos, ingressou como jornalista profissional no matutino A Pátria, de João do Rio, sob a direção de Diniz Júnior. Dono de uma voz tocante, participou da chamada "Era de Ouro" do rádio brasileiro. Criou os programasEnciclopédia Literária, Você não tem consciência!, Gatinhos e Sinucas, Teatro de Gente Nova, Policial Zarur e As Aventuras de Sherlock Holmes. Transcrevendo a obra de Arthur Conan Doyle para a linguagem radiofônica, Zarur lançou o programa policial educativo no país, encerrando todas as produções com a sentença: "O Bem nunca será vencido pelo Mal".


Nenhum comentário: