sexta-feira, 21 de outubro de 2016

A reencarnação de Kardec


Nossa opinião sobre identidade e reencarnação ainda se pauta pela dificuldade de aceitar evidências que não são evidências e provas que também não são provas. Com exceção dos casos de desenacarne prematuro e reencarne quase que imediato, todos os demais casos são marcados pelo segredo e pela incerteza. Recebemos recentemente uma tese sobre a reencarnção de Allan Kardec, animando a personalidade de um conhecido militante da doutrina espírita. Nessa tese Kardec não é Chico Xavier. A pedido da editora, que nos pediu uma análise do trabalho, bem como nossa opinião sobre a conveniência ou não da publicação, mantemos o segredo da tese e da identidade do autor. Mas adiantamos que os argumentos são fortes e muito bem contruídos, podendo também tomar forma de discurso e ideologia (crença, expectativa, simpatia, etc) presentes em todas as demais teses. Incentivamos a publicação. Não sabemos se o editor vai contemplar o autor e o público com esse interessante trabalho de pesquisa e confrontação de fatos entre as duas personalidades em jogo interexistencial. Vamos aguardar.

Nenhum comentário: